Criada em 1961


Rua Pedro Bunn, 87 Jardim Cidade de Florianópolis
88111-120 São José SC
Fone: 48 3246-1249


Horários das Celebrações


A partir de 23 de novembro de 1944, com a criação da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima e Santa Teresinha do Menino Jesus, no Estreito, Barreiros passou a integrar a nova Paróquia, até a data de sua criação.

Na década de 40, o local, onde hoje está a Matriz era uma plantação de nogueiras. Os moradores próximos ganhavam a vida colhendo nozes, que eram transformadas em á localidade óleo numa fábrica próxima – lembra o Diácono Licínio.

A Paróquia foi instituída por Decreto redigido por Dom Joaquim Domingues de Oliveira, em 25 de novembro de 1960, e criada oficialmente em 11 de fevereiro de 1961, com denominação de Paróquia dos Sagrados Corações. O atendimento pastoral foi confiado aos Padres dos Sagrados Corações.

Lembramos que a Paróquia dos Sagrados Corações surgiu a partir da Igreja Nossa Senhora de Lourdes.

O primeiro Pároco foi o Padre Justino Cortjens, nomeado por provisão em 11 de fevereiro de 1961 às 19h na Igreja Nossa Senhora de Lourdes. Assumiram como auxiliares Padres Venâncio e Agostinho.

Uma das maiores preocupações de seu primeiro Pároco, Justino Cortjens, foi a aquisição de um terreno para a construção da Igreja Matriz, uma vez que a Capela de nossa Senhora de Lourdes, que servia de Igreja Matriz, era muito pequena. Para tanto, foi adquirida uma quadra inteira, no Jardim Cidade de Florianópolis, hoje denominado Barreiros.

comunidade_matriz_220_140106A pedra fundamental da construção da Matriz, em forma de tenda, foi lançada em 12 de abril de 1964. A área coberta interna é de 1.750m², dos quais cerca de 500m² destinados ao jardim interno. Próximo à Igreja foi construída a casa paroquial, o salão paroquial e salas de catequese. A Igreja foi inaugurada em 1970 por Dom Afonso Niehues, Arcebispo metropolitano de Florianópolis.

No dia 10 de outubro de 1967, teve ínicio a construção da sede provincial das Irmãs Franciscanas de São José, com sua presença na paróquia a partir de dezembro de 1968. As Irmãs atuaram na pastoral, no curso de batismo, no curso de noivos, no ensino religioso (escola),na música, na liturgia, na catequese, na ação social, nos trabalhos manuais, na costura, na datilografia, na pré-escola, na Igreja, nos cuidados em geral (limpeza, ornamentação), nas roupas em geral e alfaias.

Com o crescimento populacional da região, foram criadas três novas paróquias com toda área desmembrada da Paróquia.

Em 1983, foi criada a Paróquia São Judas Tadeu, confiada aos Padres da mesma Congregação. Em 1990, foi criada a Paróquia Santa Cruz, essa com os padres diocesanos. Em 2005, foi cedida à comunidade de São Cristóvão, a criação da Paróquia Nossa Senhora do Rosário.

A Congregação dos Padres dos Sagrados Corações permaneceu à frente da Paróquia até fins de 1988, quando, por falta de Sacerdotes, devolveu a responsabilidade pastoral à Arquidiocese.

Como primeiro Pároco do clero diocesano, foi nomeado Pe., Hoje, Monsenhor Agostinho Staëhelin, que tomou posse no dia 8 de janeiro de 1989, em solene Celebração Litúrgica na qual também se despediram da Paróquia os Padres dos Sagrados Corações.